Número total de visualizações de página

domingo, 23 de outubro de 2011

"Solidão" / poema de J;Mendes lido por: VÓNY FERREIRA



SOLIDÃO
(Republicado para encontrar
a poeta VÓNY)

Uma chuva fina cái lá fora.
O piano dorme num canto da sala,
Sobre a mesa uma folha de papel branco,
Um lápis verde e um poema.

Estou sozinho, mas tão só,
Que meu único companheiro
Vem da minha prória sombra
Refletida no espelho...

O espelho é azul e a imagem é nítida
Como as águas do riacho
Do campo das amoras.

Se me perguntarem
Onde fica o campo das amoras,
Eu responderei: em algum lugar
Onde moram oos poetas loucos...

A solidão do poeta
É a que ele coloca no poema...
Na realidade, eu nunca estou só,
Estou sempre acompanhado
Pela ternura do tempo,
Que se esconde bem alí
Na volta da esquina...

JBMendes

Sem comentários: