Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de julho de 2011

O HOMEM DA MINHA VIDA poema de: Maria Verde lido por: VÓNY FERREIRA



"O homem da minha vida!" (Homenagem)

Chegou do seu passeio matinal de bicicleta... Eu nunca acordo tão cedo, mas, desta vez, ouvi o ranger da magrela adentrando o portão. Então, não sei por que razão pulei apressada da cama e corri ao portão. Você me olhou. Olhos verdes brilhando! – Oi princesa! Caiu da cama? E me sorriu por detrás dos óculos – Oi! Não, só ouvi sua bicicleta.... Que trouxe hoje da feira? -Feijão verde e queijo! - Hum... - Também trouxe outra coisa, mas pra você. - o quê? O quê? - Abra a mão! Me disse sorrindo. E eu estendi logo as duas, receando que com uma só deixasse esse “algo” cair. E ele depositou um cachinho de florzinhas brancas, dizendo: - São as primeiras do seu pé de jasmim! Amanhã deverá amanhecer cheio de buquês... olhe... veja quantos botões virarão flores, assim como você se tornou a mais linda rosa que já vi...! Eu pisquei os olhos. A mesma cor se fitando. Do alto de meus 14 anos, olhei aquele frágil jasminzeiro selvagem, assim como eu e meus olhos ficaram rasos e sem fala. Abracei meu pai como se não fosse soltá-lo nunca mais...

Este foi um dos momentos mais preciosos que tivemos. Infelizmente meu pai soltou do meu abraço e partiu em uma madrugada úmida. Terrível acidente...


O pé de jasmim ainda existe. Sua voz ainda ouço. Seu abraço ainda sinto.

Te amo meu pai! onde quer que esteja.

(Maria Verde)


Sem comentários: