Número total de visualizações de página

domingo, 27 de outubro de 2013

O CANTO DA AURORA por: [ Vóny Ferreira]



O CANTO DA AURORA
[ Vóny Ferreira]

Agora que me enamorei do sol
abandono a gélida ribanceira
que atravessei só e descalça
À procura do que não existia…

(Já posso sorrir às estrelas)

Agora que a lua, ao longe
Descerra enchente no coração
Agarro-me aos archotes que ardem
por debaixo das minhas lágrimas
queimando a minha emoção.

(Já posso dizer que não existes…)

Agora. que sem demora
Ignoro as miragens, no horizonte
Renasço com os pássaros 

que esvoaçam a chilrear
e que eu imaginava seres tu, a falar...

(Já posso dizer que vou esquecer-te!)

Vóny Ferreira  

Sem comentários: