Número total de visualizações de página

sábado, 7 de abril de 2012

PRIMAVERA poema escrito e lido por Vóny Ferreira



Vitoriosa
Cresce a tulipa por entre as ervas
Orvalhada pelo despertar de cada manha
Brinca com o vento só para que a vejas
Inebriada com o sol que nela reluz.
E eis que em cada lágrima tua,
a terra solta
o seu perfume sacarino,
para que sorrias!
Extasiadas
Enfeitam-se de roxo as belas violetas
Por entre minúsculas pedras e uma roseira
Expelindo odores ébrios no teu pensamento
Como se quisessem apagar a tua tristeza!
E eis que do desespero nasce uma certeza
que a vida é um esboço que morre e recomeça!
Inquietas
Florescem as orquídeas dosadas de lamentos
Nos canteiros escondidos da tua mocidade
Fitando o tempo que se vai perpetuando
No perfume e nas cores da tua saudade.
E em cada recordação, o teu sorriso volta
como as andorinhas em cada Primavera.


Vóny Ferreira

Sem comentários: