Número total de visualizações de página

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

PARADOXO poema de Vóny Ferreira____mibsf




Se por vezes descobres o mar nos meus olhos
Em ondulações agrestes, cinzentas
É neles que poderás descobrir também
Um lago sereno onde nadam cisnes
Duas metades me completam
O limão azedo e a doce laranja
Estranhamente perdidas num labiríntico deserto.
Quando penso que estou perto fico mais longe…
Quando julgo que me encontro é quando me perco…!
É nesse paradoxo de brutais assimetrias
Que resplandeço com a transparências de quem
Nasceu por engano num mundo de ninguém!

(VÓNY FERREIRA____autora)
2015___M.Ivone B.S.Ferreira__mibsf
---© Todos os direitos reservados©


Sem comentários: