Número total de visualizações de página

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Separação das águas de Domingos da Mota lido por: VÓNY FERREIRA

 
"Separação das Águas"

As fontes e as águas num só rio
e as margens à esquerda e à direita
e os dias a correr e o desafio
de acarar desaforo ou desfeita

e as estrelas polar e da manhã
e a lua e o sol em cada mão
e o tempo delido com afã
e a noite a crescer no coração

e o avesso às vezes que desponta
e dispara a cegueira e atira um nome
e a palavra mais dura do que a afronta
e a sede revirada contra a fome

e o leito do rio já sem voz
a chegar tão vazio até à foz


Domingos da Mota


Sem comentários: