Número total de visualizações de página

terça-feira, 28 de junho de 2011

GRITO poema de Antonieta (Avozita) lido por: VÓNY FERREIRA



Grito ao vento,
Não me ouve
Sopra forte, ruidoso...
Grito à lua,
Não me ouve
Enamora apaixonada
Grito às nuvens,
Não me ouvem
Seguem seu rumo lento...
Grito às flores,
Não me ouvem
Ornamentam os jardins...
Grito à chuva, à terra, ao mar
Não me ouvem
Nada ao redor me ouve
Tudo, passa ocupado...
Grito!
Meu grito forte
Saindo bem fundo
De um ser que precisa
Precisa!
Precisa que seu grito
Longe ou perto,
Seja ouvido!


Maria Antonieta Oliveira (AVOZITA)

2 comentários:

Avozita disse...

Obrigada minha querida amiga por esta boa surpresa.
Beijinhos

Vóny Ferreira e outros poetas neste blog : http://vonyfereeira.blogspot.com/ disse...

Mereces tudo, minha amiga.
Bjs
Vóny Ferreira