Número total de visualizações de página

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

DESPIDA escrito por: Vóny Ferreira

DESPIDA( Vóny Ferreira)
Algo em mim me leva à transcendência quando me apercebo da maldade celibatária de alguns falsos...amigos!. Quando surpreendida me apercebo que quem me beijava a face ontem. é inesperadamente... quem me atira agora com pedras sem que eu acrescente ou admita qualquer vitimização .Sou de extremos. Ou muito frágil ou fortemente imbatível! Essa é uma realidade que ainda ninguém conseguiu alterar mesmo quando tudo parece estar perdido. Caio... mas levanto-me... e mesmo que rasteje não dou a ninguém o prazer de me ver desistir ou desviar das pedras atiradas e que acabam inertes no meu caminho...
Sabes? Para teu desconsolo nascerá o sorriso das lágrimas, como que desafiando os que ousarem beliscar a crença que tinha. Desviar-me-ei dessas pedras com um olhar indiferente. irônico... porque eu serei sempre superior às almas lamacentas!!!!!
Aprendi instintivamente a não segurar os espinhos das rosas e a desacreditar definitivamente de quem me fez parecer verdadeiras... todas as mentiras impingidas
Só me vence quem eu quero, só me teve quem eu não esqueci.E o pior é que nesta vida terrena ninguém verdadeiramente me teve!
Por isso me tenho salvo em tantos momentos difíceis da vida!
Mesmo com as asas cortadas, sou uma águia, imponente, e hei-de voar até que o céu me cegue e me faça cair sem vida.
Vóny Ferreira_______________________________________
_________________________________M.Ivone B.S.Ferreira

Foto: DESPIDA
( Vóny Ferreira)

Algo em mim me leva à transcendência quando me apercebo da maldade celibatária de alguns falsos...amigos!. Quando surpreendida  me apercebo que quem me beijava a face ontem. é inesperadamente... quem me atira agora com pedras sem que eu acrescente ou admita qualquer vitimização   .
Sou de extremos. Ou muito frágil ou fortemente imbatível! Essa é uma realidade que ainda ninguém conseguiu alterar mesmo quando tudo parece estar perdido. Caio... mas levanto-me... e mesmo que rasteje não dou a ninguém o prazer de me ver desistir ou desviar das pedras atiradas e que acabam inertes no meu caminho... 
Sabes? Para teu desconsolo nascerá o sorriso das lágrimas, como que desafiando os que ousarem beliscar a crença que tinha. Desviar-me-ei dessas pedras com um olhar indiferente. irônico... porque eu serei sempre superior às almas lamacentas!!!!!
Aprendi instintivamente a não segurar os espinhos das rosas e a desacreditar definitivamente de quem me fez parecer verdadeiras... todas as mentiras impingidas
Só me vence quem eu quero, só me teve quem eu não esqueci.E o pior é que nesta vida terrena ninguém verdadeiramente me teve!
Por isso me tenho salvo em tantos momentos difíceis da vida!
Mesmo com as asas cortadas, sou uma águia, imponente, e hei-de voar até que o céu me cegue e me faça cair sem vida.
Vóny Ferreira_______________________________________
_________________________________M.Ivone B.S.Ferreira

Sem comentários: