Número total de visualizações de página

domingo, 16 de junho de 2013

SOU A TUA CARAVELA ( Vóny Ferreira)

  



Enquanto vou olhando
a lua ao contrário
recorro às tuas pernas
ancorando ânsias
acendo-me suspirando
na tua boca que me suga
aqueço as minhas mãos
na profunda ondulação
desse mar arrebatado
onde refulgem outras estrelas

Entrego-me em êxtase
dobrada ao meio
uma parte de mim,
é inatingível como o horizonte
a outra
é como a terra
que faz crescer a semente.

Sobra de mim apenas
uma das margens
que entre os corais,
feliz por ti espera
numa doçura de onda
que se apaga na rocha.

...Pressinto a pressa que tens
em percorrer a noite
Para finalmente fazer,
de mim, tua caravela.
Vóny Ferreira

Sem comentários: